Dayse Cristina Oliveira Melo | Comportamento

Bombas tira-leite, como usar?

Extrair leite parece simples, mas envolve muitos cuidados

Publicado em 30/01/2018

Dayse Cristina Oliveira Melo

Dayse Cristina Oliveira Melo - Comportamento

Colunista
compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus
Bombas tira-leite, como usar?

Muitas mães nos apresentam dúvidas sobre a utilização adequada de uma ‘Bomba Tira-Leite’.

 

As bombas são itens muito úteis para dar maior flexibilidade para as mães que retornam ao trabalho, bem como, para que possam deixar o leite para o seu bebê e terem um momento de descontração.

 

Existem muitos tipos de bombas e possibilidades para serem alugadas ou compradas. Deve-se avaliar a necessidade e os custos para essa aquisição.

 

As bombas manuais, assim como as elétricas, trazem o mesmo resultado prático, porém a comodidade é diferente. A manual requer maior exercício feito pela mãe, enquanto a elétrica não. As bombas manuais, de pilhas ou baterias são apropriadas para serem usadas em um período específico, afinal a ordenha é feita pela compressão das mãos da mãe no uso da pressão da bomba. Para as mães que precisem utilizar com maior frequência, as automáticas são mais viáveis, onde a sucção é criada ao pressionar o dispositivo.

 

Importante que um profissional especializado, em conjunto com a mãe, avalie sua necessidade e melhor opção de bomba. Esse mesmo profissional deve ser capacitado para instruir a mãe no correto manuseio da bomba evitando-se assim, lesões que podem prejudicar a permanência do aleitamento.

 

Pensamos em ‘bombas’ para benefício e prolongamento da promoção ao aleitamento e não como substituto do contato mãe e filho que existe nesta fase.

 

Para a utilização aconselhamos:

 

- higiene das mãos e antebraços com água e sabão;

 

- massagem nas mamas (a mãe deve ser orientada por um profissional para que essa massagem seja adequada);

 

- disponibilidade de tempo (nada de pressa...);

 

- cuidado no manuseio com a bomba para não acarretar lesão no complexo areolar (fixação correta do bocal da bomba);

 

- recipientes para armazenamento já separados e devidamente esterilizados;

 

A utilização da Bomba Tira-Leite parece simples, porém envolve muitos cuidados.

 

Ressaltamos que utensílios que beneficiem a amamentação são sempre bem vindos mas, nada substitui a sucção do bebê ao seio da mãe.

 

Amamente!

compartilhamento:
  • Compartilhar no Facebook
  • Twittar
  • Compartilhar no Google Plus

Sobre o colunista

Dayse Cristina Oliveira Melo

Consultora Materna Especialista em Aleitamento Materno
Consultora do Sono Infantil 
Proprietária da A Mamãe Nasceu Assessoria
Mãe do Henri e esposa do Carlos